Irã prende oito estrangeiros suspeitos de planejar ataques

DUBAI (Reuters) - As forças de segurança iranianas prenderam oito islamitas sunitas, suspeitos de planejar ataques para interromper as comemorações da revolução islâmica na semana passada, disse neste sábado o ministro da Inteligência, Mahmoud Alavi.

De acordo com Alavi, os oito eram "takfiri" estrangeiros, alguns dos quais estavam ligados a um líder "takfiri" morto no Irã, informou a Agência de Notícias da República Islâmica (IRNA). Porém, não forneceu detalhes sobre o país de origem dos suspeitos.

"Takfiri" é uma palavra usada pelos xiitas iranianos para se referir a grupos islâmicos sunitas armados.

"As informações iniciais indicam que Kalashnikovs e outros equipamentos foram obtidos para realizar operações terroristas ... em Teerã e em várias outras cidades sob a orientação direta de pessoas sediadas em países vizinhos", disse Alavi à IRNA.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos