EUA não pretendem prender ex-presidente peruano Toledo, diz fonte

LIMA (Reuters) - Autoridades norte-americanas informaram ao Peru que vão permitir que o ex-presidente peruano Alejandro Toledo, que está sendo procurado, embarque em um avião da Califórnia com destino a Israel, disse no sábado uma fonte do Ministério do Interior.

Toledo é alvo de uma ordem de de prisão no Peru devido a investigações sobre corrupção.

Segundo a fonte, que pediu anonimato, não está claro por que os Estados Unidos não quiseram prender o ex-presidente. A fonte afirmou ainda que o governo do presidente Pedro Pablo Kuczynski estava pressionando para que os EUA mudassem de opinião. O ex-presidente havia reservado voo de San Francisco a Tel Aviv, acrescentou a fonte.

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos não respondeude imediato aos pedidos de comentários sobre o caso.

O Peru ofereceu recompensa de 30.000 dólares por qualquer informação que possa levar à prisão de Toledo e informou que a Interpol emitiu alerta vermelho a 190 países membros para ajudar a encontrá-lo.

Toledo governou o Peru entre 2001 e 2006 e é acusadode receber pagamento ilícito da Odebrecht, estimado em 20 milhões de dólares, em troca da concessão de trechos da rodovia interoceânica.

(Reportagem de Mitra Taj e Ursula Scollo)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos