Adele surpreende ao derrotar Beyoncé e levar principais Grammys de 2017

Por Jill Serjeant e Piya Sinha-Roy

LOS ANGELES (Reuters) - Adele foi a grande vencedora do prêmio Grammy de 2017 no domingo, ficando com as principais estatuetas de melhor álbum, gravação e canção do ano – uma vitória chocante e histórica sobre Beyoncé em uma noite marcada por declarações políticas e homenagens emotivas.

Adele, de 28 anos, venceu nas cinco categorias a que foi indicada, incluindo por seu disco mais recente, "25", e sua balada "Hello". Ela se tornou a primeira artista da história do Grammy a conquistar os três maiores prêmios duas vezes na esteira das honrarias recebidas por seu disco anterior, "21", em 2012.

Beyoncé, 35, chegou à cerimônia de domingo como favorita, com nove indicações ao contundente "Lemonade", álbum que aborda raça, feminismo e traição. Ela esperava sair com seu primeiro Grammy de disco do ano.

Adele, que soma um total de 15 Grammys na carreira, disse aos repórteres nos bastidores que "sinto que era a vez de ela (Beyoncé) vencer".

"Minha rainha e meu ídolo é Queen B. Eu te adoro", disse a cantora britânica à norte-americana, sentada na primeira fileira, ao receber o prêmio.

"Não consigo aceitar este prêmio, e me sinto muito humilde e grata. Mas a artista da minha vida é Beyoncé. Este álbum, para mim, o álbum 'Lemonade', foi monumental", acrescentou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos