Ministro que virar réu na Lava Jato será afastado definitivamente do cargo, diz Temer

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Michel Temer reafirmou nesta segunda que o governo não irá interferir na Lava Jato e prometeu que qualquer ministro que for denunciado no âmbito da operação será afastado provisoriamente e se a autoridade se tornar ré, o afastamento será definitivo.

Em breve pronunciamento, Temer negou que o governo busque blindar aliados da Lava Jato, em meio à judicialização da nomeação de Moreira Franco como ministro da Secretaria-Geral da Presidência, e disse que o governo jamais terá como impedir a Lava Jato.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos