Prince e George Michael são homenageados no Grammy de 2017

Por Steve Gorman e Piya Sinha-Roy

LOS ANGELES (Reuters) - Prince e George Michael, dois veteranos da música pop premiados com o Grammy e que morreram subitamente com meses de diferença no ano passado, foram lembrados em homenagens especiais de artistas mais jovens durante a maior premiação da indústria fonográfica dos Estados Unidos no domingo.

Os trechos do espetáculo dedicados aos astros falecidos foram decididamente diferentes no tom e na interpretação, representando dois dos momentos mais emotivos do show de mais de 3 horas e meia transmitido ao vivo do Staples Center de Los Angeles pela rede CBS.

O tributo a Prince foi uma comemoração intensa e repleta de dança finalizada por Bruno Mars, que cantou "Let's Go Crazy", um sucesso inconfundível de seu herói musical. Antigos colaboradores de Prince, Morris Day & The Time o antecederam com uma apresentação igualmente enérgica de duas canções cuja autoria dividiram com o ex-parceiro: "Jungle Love" e "The Bird".

Mais cedo na mesma noite, Adele prestou uma homenagem a George Michael com uma versão delicada e contida de "Fastlove", sucesso dançante de 1996, que interpretou enquanto vídeos do cantor e compositor britânico eram exibidos em um telão.

Mas seu tributo começou mal – ela vacilou nos acordes iniciais, parou e xingou, pedindo para recomeçar.

"Desculpem, eu sei que é ao vivo", disse. "Não posso errar por causa dele (Michael)".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos