Exportações de grãos da Austrália sobem para recorde de mais de 4 mi t em janeiro

SINGAPURA/SYDNEY (Reuters) - As exportações australianas de grãos provavelmente subiram para um recorde mensal de mais de 4 milhões de toneladas no mês passado, superando o recorde anterior em um terço por forte demanda da Arábia Saudita, China e Índia e por preços mais baixos em meio a uma safra recorde.

As exportações alcançaram entre 4 e 4,3 milhões de toneladas em janeiro, ante 3 milhões de toneladas vendidas no primeiro mês de 2012, segundo estimativas de operadores de grãos e analistas ouvidos pela Reuters.

A alta estimada ocorre no momento em que a Austrália produz o maior volume de trigo e cevada já registrado, com condições quase perfeitas para as lavouras.

Passando por uma escassez na produção doméstica, as importações de trigo pela Índia subiram para sua máxima em quase uma década, criando demanda adicional por grãos australianos. Enquanto isso, a Arábia Saudita e a China estão comprando produtos como cevada e canola, disseram operadores.

"Tivemos uma safra recorde de trigo, mas a demanda também está muito forte neste ano", disse Ole Houe, analista da corretora IKON Commodities em Sydney. "A Índia precisa de mais trigo para consumo humano e a Arábia Saudita está comprando cevada para alimentar camelos.

O Australian Bureau of Agriculture, Resource Economics and Rural Sciences (Abares) disse na terça-feira que o país produziu 35,13 milhões de toneladas de trigo na safra 2016/17, cerca de 18 por cento acima do recorde anterior de 29,6 milhões de toneladas estabelecido em 2011/12. A agência não publicou os números de exportação.

O país também produziu um volume recorde de cevada de 13,4 milhões de toneladas. A produção de canola de 4,1 milhões de toneladas foi a segunda maior na história, segundo dados oficiais.

(Por Naveen Thukral e Colin Packham)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos