Comitê de Ética da Fifa pede banimento vitalício de dois ex-dirigentes por corrupção

ZURIQUE (Reuters) - O Comitê de Ética da Fifa informou nesta quarta-feira ter iniciado procedimentos formais contra dois ex-dirigentes da América Central, após um investigador da organização recomendar que os dois sejam banidos do futebol por toda a vida por suposta corrupção.

Eduardo Li, ex-presidente da Associação de Futebol da Costa Rica, e Brayan Jimenez, ex-presidente da Associação de Futebol da Guatemala, são acusados de violarem regras da Fifa, incluindo as que proíbem recebimento de propinas.

No ano passado, Li e Jimenez se declararam culpados em tribunal nos EUA por acusações incluindo fraude fiscal e extorsão.

(Reportagem de John Miller)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos