CORREÇÃO (OFICIAL)-Comitê ligado à Camex aprova redução de tarifa na importação de café robusta

(Corrige informação no título e 1º parágrafo para "reduzir a 2%" e não "isentar" tarifa; e informação no 2º parágrafo para "sacas" e não "toneladas", de acordo com retificação feita pelo ministério)

SÃO PAULO (Reuters) - O Comitê Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior (Gecex), vinculado à Câmara de Comércio Exterior (Camex), aprovou nesta terça-feira redução a 2 por cento do imposto de importação de café robusta (conilon), que tinha alíquota de 10 por cento, para cota de até um milhão de sacas de 60 quilos.

Segundo comunicado, a medida tem prazo de fevereiro a maio e a cota mensal será de até 250 mil sacas.

"O Gecex aprovou também a elevação da alíquota de 10% para 35% de toda a importação de café verde (arábica e conilon) no montante que exceder a cota determinada", diz a nota do Ministério da Agricultura.

O próximo passo, agora, será a publicação da Análise de Risco de Praga no Diário Oficial, já concluída para o Vietnã, segundo maior produtor do café robusta, depois do Brasil.

Segundo a nota, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) apurou estoques de café robusta no Espírito Santo, Rondônia e Sul da Bahia, de 1,5 milhão a 1,7 milhão de sacas, insuficientes para atender a necessidade da indústria.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos