Preços mais baixos do farelo da soja podem favorecer pecuaristas, diz Cepea

SÃO PAULO (Reuters) - Os baixos preços do farelo de soja em diversas regiões do Brasil poderão favorecer pecuaristas que trabalham com semiconfinamento ou confinamento de bovinos, avaliou o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) nesta quarta-feira.

Em Rio Verde, no Estado do Goiás, uma importante região para a pecuária, o insumo da ração registrou queda de 30 por cento na parcial deste ano, ante o igual período do ano passado, indicou o Cepea.

Em Rondonópolis, outra região relevante em Mato Grosso, os preços do farelo de soja já registram queda de 23 por cento.

Segundo o Cepea, esse recuo nos preços é típico durante o período de fevereiro a maio, uma vez que tende a seguir as cotações da soja em grão, e poderá persistir por mais alguns meses.

"Para os próximos meses, predominam fundamentos baixistas para o farelo, entre eles os estoques elevados da safra de soja 2016/17 norte-americana, a perspectiva de safra brasileira recorde e a possível substituição de área de milho por soja nos EUA na safra 2017/18."

(Por Laís Martins)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos