Toshiba pede extensão de permissão para violação de covenant de empréstimo

TÓQUIO (Reuters) - A Toshiba pediu nesta quarta-feira aos credores uma extensão de permissão (waiver) para a violação de um covenant de empréstimo até o final de março, disseram fontes da área financeira a par do assunto.

O pedido chega um dia depois que o conglomerado não conseguiu entregar os resultados auditados do terceiro trimestre como previsto, em vez disso dizendo que precisava de mais tempo para analisar possíveis problemas na divisão Westinghouse.

Também disse que esperava registrar uma baixa contábil de 6 bilhões em seus negócios nucleares norte-americanos que acabarão com o patrimônio dos acionistas e que poderá vender uma participação majoritária em sua unidade de chips de memória flash.

A Toshiba fez o pedido na reunião com bancos e seguradoras de vida, disseram as fontes, recusando-se a serem identificadas pois não estavam autorizadas a falar com a mídia sobre o assunto.

A Toshiba recebeu uma isenção de um mês pelos bancos em janeiro.

Um porta-voz da Toshiba se recusou a comentar.

(Por Taiga Uranaka)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos