Estado Islâmico assume morte de 51 pessoas com carro-bomba em Bagdá

BAGDÁ (Reuters) - Um carro repleto de explosivos foi detonado nesta quinta-feira no sul de Bagdá, matando ao menos 51 pessoas e ferindo 55, disseram fontes médicas e de segurança, o ataque mais mortífero desse tipo no Iraque neste ano.        

O Estado Islâmico, que está na defensiva desde que perdeu o controle do leste de Mosul para uma ofensiva de militares iraquianos apoiados pelos Estados Unidos, assumiu a autoria do ataque em um comunicado publicado na internet.

À medida que cede territórios capturados em uma ofensiva de 2014 pelo norte e oeste do Iraque, o grupo ultrarradical vem intensificando os ataques a áreas do governo, particularmente na capital Bagdá.

Forças de segurança disseram que o veículo que explodiu nesta quinta-feira estava estacionado em uma rua movimentada cheia de garagens e lojas de carros usados em Hayy al-Shurta, bairro xiita no sudoeste da cidade.

O número de mortes pode aumentar, já que muitos dos feridos se encontram em estado grave, disse um médico.

A explosão é a segunda a atingir mercados de automóveis nesta semana, indicando que o grupo considera mais fácil deixar veículos com explosivos em locais onde centenas de outros estão estacionados.

(Reportagem de Maher Chmaytelli)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos