Homem-bomba deixa ao menos 25 mortos em ataque a santuário sufi no Paquistão, diz mídia

ISLAMABAD (Reuters) - Um homem-bomba atacou um santuário sufi lotado no sul do Paquistão nesta quinta-feira, segundo a polícia, e a TV local relatou que ao menos 25 pessoas foram mortas e dezenas ficaram feridas no mais recente de uma onda de ataques a bomba nesta semana.

O primeiro-ministro do Paquistão, Nawaz Sharif, imediatamente condenou o que chamou de ataque a Lal Shahbaz Qalandar, na cidade de Sehwa, na província de Sindh.

Um homem-bomba entrou no santuário enquanto multidões se aglomeravam nesta quinta-feira, segundo comunicado do porta-voz da polícia de Sindh.

A TV local Dawn citou um superintendente médico, identificado como Moinuuddin, que teria dito que 25 corpos e 25 feridos gravimente foram levados ao hospital local.

A GEO TV citou uma autoridade médica não identificada como tendo dito que ao menos 30 pessoas foram mortas.

Ninguém reivindicou de imediato a responsabilidade pela explosão no santuário.

Vários outros ataques nesta semana, incluindo uma bomba que matou 13 pessoas na cidade de Lahore, no leste do país, foram reivindicados pela facção do Jamaat-ur-Ahrar do Talibã paquistanês.

(Por Kay Johnson)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos