Irã diz que Israel, e não Teerã, é a maior ameaça à segurança global

ANCARA (Reuters) - O Irã rejeitou nesta quinta-feira a afirmação do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de que as ambições nucleares de Teerã são um grande risco de segurança e disse que seu arqui-inimigo Israel é a maior ameaça à paz global.

"O regime sionista (Israel) representa a maior ameaça à paz e à segurança regional e internacional por possuir centenas de ogivas nucleares em seu arsenal", disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores iraniano, Bahram Qasemi, segundo a agência de notícias semi-oficial Tasnim.

Israel, que se acredita ter o único arsenal nuclear do Oriente Médio e 200 ogivas atômicas, vê o programa nuclear do Irã como uma ameaça à sua existência, e se recusa a confirmar ou negar que possui armas nucleares.

Depois de se reunir com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, na quarta-feira em Washington, Trump disse que a ameaça das ambições nucleares iranianas é um dos maiores riscos de segurança que Israel enfrenta.

"A ironia amarga é que tais alegações infundadas são feitas pelo regime sionista, que não está comprometido com qualquer regulamentação internacional", afirmou Qasemi.

Netanyahu se opõe com veemência ao acordo nuclear firmado entre o Irã e seis potências globais em 2015, que ele acredita ser insuficiente para impedir que Teerã desenvolva uma bomba atômica. Segundo o acordo, os iranianos tiveram algumas sanções econômicas suspensas em troca de conter suas atividades nucleares.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos