Meirelles diz em entrevista que governo elevará limite de financiamento de imóveis a R$1,5 mi

SÃO PAULO (Reuters) - O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou em entrevista à Globonews que o governo irá elevar o limite de financiamento de imóveis com o uso do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para 1,5 milhão de reais.

"Existe a possibilidade já há bastante tempo de se liberar contas inclusive ativas (do FGTS) para permitir o financiamento e a compra da casa própria. Esse limite, que é de cerca de 850 mil reais ou 950 mil dependendo da cidade, vamos aumentar para 1,5 milhão de reais", afirmou Meirelles em entrevista na quarta-feira à noite, um dia depois de o governo divulgar o calendário para saque de contas inativas do FGTS.[nL1N1FZ0P1][nL1N1FZ0N4]

"Isso significa que a classe média vai ser extremamente beneficiada, porque não só pode sacar as contas inativas mas pode usar também recurso das contas ativas para financiar e pagar a casa própria", completou Meirelles.

A Reuters já havia antecipado que o governo anunciaria mudanças no âmbito do programa Minha Casa Minha Vida (MCMV), além de destinar uma cota do FGTS para compra de imóveis com valor limite de até 1,5 milhão de reais, atendendo parcialmente às demandas da indústria de construção.[nL1N1FN1TC]

Meirelles também citou outras medidas para impulsionar o crescimento econômico, como o aperfeiçoamento das regras de execução de garantias, tanto de imóveis quanto de outros bens, buscando baixar a taxa de juros.

"É o regime de alienação fiduciária, que é muito melhor e mais rápido e mais seguro que a hipoteca, por exemplo", disse ele.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos