Venezuela busca bloquear serviço online em espanhol da rede CNN

CARACAS (Reuters) - O governo socialista da Venezuela informou nesta quinta-feira que irá tentar bloquear o serviço online em espanhol da rede CNN após retirá-lo do ar irritado com a cobertura que faz do país sul-americano.

O "CNN en Español", cuja sede fica nos Estados Unidos, ficou indisponível nos principais provedores de TV a cabo da Venezuela a partir de quarta-feira, mas ainda podia ser acessado no Youtube e diversos outros sites.

"Diretores estão coordenando com todos os provedores de internet, usando a tecnologia disponível, para fazer os respectivos bloqueios", disse à mídia estatal Andres Mendez, chefe do Conatel, o órgão estatal que regulamenta a comunicação.

O "CNN en Español" tem frequentemente adotado uma postura dura com relação ao governo do presidente Nicolas Maduro, mas particularmente aborreceu as autoridades com uma reportagem alegando que passaportes foram vendidos ilegalmente na embaixada da Venezuela no Iraque, inclusive para membros do Hezbollah.

Maduro também ficou furioso com a rede por dar destaque aos comentários de uma garota que disse a ele, durante uma transmissão de TV ao vivo, que alguns de seus colegas estudantes estavam desmaiando de fome em meio à acentuada crise econômica do país.

A CNN manteve sua serviço de reportagem na Venezuela. "Acreditamos no papel vital que a liberdade de imprensa exerce em uma democracia sadia", disse a rede em nota na quarta-feira.

(Por Diego Oré)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos