China quer realocar 500 mil trabalhadores da indústria de carvão e do aço em 2017

PEQUIM (Reuters) - A China precisa realocar meio milhão de trabalhadores das indústrias siderúrgicas e do setor de carvão em 2017 devido a cortes de capacidade nesses segmentos, afirmou o ministro do Trabalho da China nesta quarta-feira, com o país tentando reduzir excedentes.

"Este ano vamos continuar a cortar a capacidade de carvão e aço", disse a jornalistas Yin Weimin, que está à frente do Ministério da Recursos e Seguridade Social.

    "Nós precisaremos realocar empregos para 500 mil trabalhadores", ele afirmou.

A China vai adotar uma política este ano para incentivar o desenvolvimento de novas indústrias, como aquelas relacionadas à internet, que vai criar novos empregos.

O país realocou 726 mil trabalhadores do setor de carvão em

2016 "sem grandes problemas", disse ele.

(Reportagem de Sue-Lin Wong)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos