Trump suaviza postura sobre imigração e adota tom moderado em discurso ao Congresso

Por Steve Holland e Jeff Mason

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse ao Congresso na terça-feira que está aberto a uma reforma imigratória, mudando sua retórica firme sobre a imigração ilegal em um discurso que ofereceu um tom mais suave do que durante a campanha eleitoral e seu primeiro mês na Casa Branca.

Trump, em discurso feito durante o horário nobre para uma nação que continua dividida sobre sua liderança, colocou de lado disputas com democratas e veículos da mídia para realizar sua atuação mais presidencial até o momento, buscando reconquistar a confiança de norte-americanos.

O discurso do presidente foi cheio de promessas, mas com poucos detalhes sobre como alcançar uma agenda legislativa desafiadora que pode acrescentar dramaticamente o déficit orçamentário. Ele quer uma mudança no sistema de saúde, amplos cortes de impostos e acréscimo de um trilhão de dólares em iniciativas público-privadas para reconstruir pontes e rodovias degradadas.

Trump construiu uma base de apoio por trás de sua campanha presidencial ao prometer combater a imigração ilegal. Em seu discurso, no entanto, ele assumiu um tom moderado, apelando a republicanos e democratas para trabalharem juntos na reforma imigratória.

Ele disse que a reforma é possível caso republicanos e democratas no Congresso estejam dispostos a se comprometer, embora também tenha dito que a imigração norte-americana deve ser baseada em um sistema de mérito, e não somente contar com imigrantes com menos qualificados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos