FBI investiga 300 pessoas admitidas nos EUA como refugiadas, dizem fontes do Congresso

WASHINGTON (Reuters) - O FBI está investigando 300 pessoas que foram admitidas nos Estados Unidos como refugiadas, como parte de 1.000 investigações de contraterrorismo envolvendo o Estado islâmico ou indivíduos inspirados pelo grupo militante, disseram fontes do Congresso à Reuters nesta segunda-feira, citando altos funcionários do governo.

O Departamentos de Segurança Interna não forneceu detalhes sobre as investigações ou sobre o status migratório atual desses 300 indivíduos durante uma reunião com funcionários do Congresso, segundo fontes que pediram anonimato.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos