Trump apoia novo plano de saúde da Câmara e se diz aberto a negociações

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, apoiou nesta terça-feira o esboço de uma proposta dos republicanos para substituir o sistema de saúde de seu antecessor, conhecido como Obamacare, que foi revelada na véspera, dizendo que a legislação proposta está "disponível para análise e negociação".

Em um tuíte publicado na manhã desta terça-feira, Trump descreveu o projeto de lei apresentado por seus correligionários na Câmara dos Deputados como "nosso novo maravilhoso projeto de lei para o sistema de saúde".

    A proposta irá desmantelar a lei de saúde pública de 2010 do ex-presidente democrata Barack Obama, anulando a penalidade para os norte-americanos sem plano médico e cortando um financiamento adicional para os pobres.

    A medida logo foi criticada pelos democratas.

    Embora o Obamacare seja um alvo em comum dos republicanos há tempos, a proposta também foi recebida com ceticismos por alguns membros do partido preocupados com os créditos fiscais da nova lei para a compra de planos de saúde e com as mudanças na cobertura do Medicaid, o programa de saúde governamental voltado para os pobres.

    A proposta precisa ser aprovada pela Câmara dos Deputados, que tem maioria republicana, e pelo Senado, onde enfrenta mais exigências para sua aprovação, o que torna seu futuro incerto.

    (Por Susan Heavey e Doina Chiacu)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos