Mais de 6.000 imigrantes são resgatados no Mediterrâneo; fluxo cresce

GENEBRA (Reuters) - Mais de 6.000 imigrantes foram resgatados na rota do Mediterrâneo da Líbia para a Itália nos últimos dias, à medida que um número maior de pessoas ruma para o mar com o clima mais quente, disse a Organização Internacional para as Migrações nesta terça-feira.

Acredita-se que cerca de 500 imigrantes se afogaram neste ano, incluindo 22 mortes relatadas pela guarda costeira da Líbia, sendo que mais de 20 mil pessoas chegaram à Europa, principalmente à Itália, disse o porta-voz Joel Millman em briefing.

"Ainda temos que terminar março e já estamos com um ritmo de chegadas que ultrapassou tudo o que vimos antes no Mediterrâneo. Isto é típico da primavera, está ficando muito ativo", disse ele.

"Mas não é típico que os números sejam tão altos tão cedo, assim como as mortes correspondentes."

(Reportagem de Stephanie Nebehay)

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447765)) REUTERS TR RBS

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos