EUA condenam decisão do Tribunal Supremo da Venezuela de assumir função legislativa

WASHINGTON (Reuters) - O Departamento de Estado dos EUA condenou nesta quinta-feira a decisão do Tribunal Supremo de Justiça da Venezuela de assumir as funções da Assembleia Nacional como um "grave revés para a democracia na Venezuela".

O tribunal informou na noite de quarta-feira que assumiu o papel da Assembleia Nacional, em uma decisão que autoriza o presidente Nicolás Maduro a criar joint ventures de petróleo sem a aprovação do Congresso.

"Essa ruptura de normas democráticas e constitucionais prejudica muito as instituições democráticas da Venezuela e nega ao povo venezuelano o direito de moldar o futuro do país através de seus representantes eleitos", disse o porta-voz do Departamento de Estado Mark Toner em comunicado.

"Pedimos ao governo da Venezuela que permita que a Assembleia Nacional democraticamente eleita desempenhe suas funções constitucionais, faça eleições o mais rápido possível e liberte imediatamente todos os prisioneiros políticos."

(Reportagem de Yeganeh Torbati)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos