Egito aprova estado de emergência de três meses após ataques

CAIRO (Reuters) - O governo do Egito aprovou um estado de emergência em todo país por três meses, informou em comunicado nesta segunda-feira, um dia depois de duas explosões em igrejas deixarem pelo menos 44 mortos no país.

O estado de emergência entrará em vigor a partir de 13h (8h no horário de Brasília), segundo o comunicado, mas deverá ser aprovado pelo Parlamento em até sete dias para continuar válido.

A medida foi anunciada no domingo em um comunicado televisionado do presidente Abdel Fattah al-Sisi, após os ataques.

(Reportagem de Mostafa Hashem)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos