Principal partido de oposição turco vai pedir recontagem de até 60% dos votos em referendo

ANCARA (Reuters) - O principal partido de oposição da Turquia vai pedir uma recontagem de até 60 por cento dos votos em um referendo que pode dar ao presidente Tayyip Erdogan amplos poderes, disse o vice-presidente do partido, Erdal Aksunger, no domingo.

O Partido Republicano do Povo (CHP) disse anteriormente que "atos ilegais" estavam sendo realizados em favor do governo no referendo.

A Alta Câmara Eleitoral da Turquia disse que vai contar as cédulas que não foram seladas por seus funcionários como válidas, a menos que possam ser provadas fraudulentas, citando um elevado número de queixas de que os seus funcionários nos locais de votos não conseguiram selá-las.

Os votos a favor das mudanças constitucionais diminuíram para 51,7 por cento, com cerca de 95 por cento das urnas apuradas, informou a agência de notícias estatal Anadolu. Os votos contrários tomaram a dianteira nas três maiores cidades da Turquia, Istambul, Ancara e Izmir, e no sudeste de maioria curda, segundo os dados.

(Por Gulsen Solaker)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos