Peru planeja leiloar em 2018 projeto de gasoduto devolvido pela Odebrecht

LIMA (Reuters) - O Peru planeja leiloar no primeiro trimestre do ano que vem um projeto milionário de um gasoduto que foi devolvido pela brasileira Odebrecht em meio a um escândalo de corrupção, disse nesta terça-feira o ministro de Energia e Minas, Gonzalo Tamayo.

A concessão do gasoduto Sul Peruano foi cancelada pelo governo em janeiro porque a construtora Odebrecht não conseguiu obter o financiamento no momento em que é investigada por propinas para ganhar obras públicas no país.

O desenvolvimento do gasoduto de 1.100 quilômetros de comprimento contempla um investimento total de 7,2 milhões de dólares.

Tamayo disse que o governo está atualmente em processo de liquidar o contrato do gasoduto e que a seleção de um administrador do projeto seria concluída na sexta-feira.

A licitação do gasoduto deverá estar pronta "muito perto do início do ano que vem. Eu diria que no primeiro trimestre do ano que vem", acrescentou o ministro.

O desenvolvimento do gasoduto é fundamental para sustentar a economia peruana.

O cancelamento do projeto por conta do escândalo de corrupção, que também abalou outros planos de infraestrutura, e as grandes inundações no país resultaram em cortes nas estimativas de crescimento da atividade produtiva.

(Por Marco Aquino)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos