Milhares de pessoas participam da Marcha pela Ciência em cidades nos EUA e no mundo

Por Lacey Ann Johnson

WASHINGTON (Reuters) - Milhares de cientistas e outras pessoas se apresentaram em Washington e Nova York neste sábado para os eventos do Dia da Terra que os organizadores organizaram uma "celebração" para combater o crescente desprezo pela ciência.

A Marcha pela Ciência, com desfiles no centro de Manhattan e em centenas de outras cidades nos Estados Unidos e em outro países, é considerada não-partidária, com objetivo de reafirmar "o papel vital que a ciência desempenha na democracia", segundo o website da marcha.

Mesmo assim, as marchas foram efetivamente protestos contra cortes propostos pelo presidente Donald Trump em orçamentos federais de ciência e pesquisa e o ceticismo de sua administração sobre mudanças climáticas e a necessidade de retardar o aquecimento global.

A Marcha pela Ciência é a última de uma série de protestos que têm acontecido desde a posse do Trump há quase 100 dias. Protestos anteriores se concentraram em questões partidárias, incluindo direitos ao aborto e política de imigração.

A Casa Branca não respondeu a um pedido de comentário nas marchas deste sábado. No entanto, no passado, Trump disse que a mudança climática era uma fraude que estava sufocando as políticas para fomentar o crescimento econômico.

Sua administração está considerando a retirada do Acordo de Paris, acordo global destinado a reduzir as emissões globais de dióxido de carbono e outros gases de efeito estufa. No ano passado, os Estados Unidos, sob o presidente Barack Obama, se juntaram a mais de 190 outros países na assinatura do pacto.

O orçamento proposto de Trump para 2018 requer cortes profundos nas despesas das agências de ciência, incluindo uma redução de 31 por cento para a Agência de Proteção Ambiental.

Os organizadores da marcha também citam o que vêem como crescente ceticismo de políticos e outros sobre tópicos como vacinação, organismos geneticamente modificados e evolução.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos