Alemanha prende soldado xenófobo e estudante por suposto plano de ataque

BERLIM (Reuters) - A polícia da Alemanha prendeu um militar do Exército que descreveu como uma pessoa de opiniões xenófobas e outro homem que foi encontrado com explosivos devido à suspeita de que planejavam um ataque contra um alvo ainda não identificado, disseram procuradores nesta quinta-feira.

A Procuradoria da cidade de Frankfurt informou que o tenente de 28 anos, um cidadão alemão que se registrou falsamente como refugiado sírio, foi preso na quarta-feira na Baviera, no sudoeste do país.

Ele serve em uma brigada do Exército posicionada na cidade francesa de Illkirch, ao sul de Estrasburgo.

Os procuradores disseram que um estudante de 24 anos de Offenbach, ao leste de Frankfurt, que também parece ter opiniões contrárias a estrangeiros, foi detido depois que explosivos foram encontrados em sua posse. Nenhum dos dois foi identificado.

"Sabemos, por várias mensagens de voz, que ambos os acusados nutrem opiniões xenófobas", disse a procuradora Nadja Niesen em uma coletiva de imprensa em Frankfurt.

Indagada se os dois suspeitos tinham um alvo preciso, ela respondeu: "Isso ainda não se sabe. Temos que esperar maiores investigações. Não se conhece nenhum alvo concreto de ataque".

 As polícias alemã, francesa e austríaca fizeram buscas em 16 propriedades ligadas ao inquérito na quarta-feira e apreenderam celulares, laptops e documentos.

(Reportagem de Joseph Nasr e Sabine Siebold)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos