Carro-bomba deixa 42 feridos em supermercado no sul da Tailândia

PATTANI, Tailândia (Reuters) - Militantes muçulmanos que lutam por um Estado independente no sul da Tailândia, país de maioria budista, são suspeitos de terem realizado um ataque com carro-bomba do lado de fora de um supermercado na cidade de Pattani, nesta terça-feira, que feriu 42 pessoas, disse a polícia.

Uma insurgência separatista de décadas nas províncias de maioria muçulmana de Yala, Pattani e Narathiwat deixou mais de 6.500 mortos desde 2004, de acordo com o grupo independente de monitoramento Deep South Watch.

Dois dos 42 feridos ficaram em estado grave, de acordo com as autoridades.

O primeiro carro-bomba a explodir em Pattani desde agosto destruiu a fachada do supermercado Big-C, lançando destroços por uma área ampla e provocando uma coluna de fumaça escura.

Insurgentes muçulmanos são suspeitos pelo ataque, disse o subchefe de polícia de Pattani, Rewat Srichantub. O autor do ataque é considerado foragido, acrescentou.

(Reportagem de Surapan Boonthanom; Reportagem adicional de Panarat Thepgumpanat em Bangcoc)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos