Cada arma obtida por milícia curda é uma ameaça à Turquia, diz chanceler turco

ISTAMBUL (Reuters) - Cada arma obtida pela milícia curda síria YPG constitui uma ameaça para a Turquia, disse o ministro de Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu, nesta quarta-feira, enfatizando a oposição de Ancara à decisão dos Estados Unidos de fornecer armas aos combatentes para lutarem contra o Estado Islâmico.

Cavusoglu, falando a repórteres durante uma visita a Montenegro, disse que a YPG é uma organização terrorista, assim como o proscrito Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), e que os Estados Unidos sabem disso.

Ele disse que o presidente Tayyip Erdogan vai discutir essas questões com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, quando visitar Washington na próxima semana. Os comentários de Cavusoglu foram exibidos ao vivo pela emissora estatal TRT Haber.

(Reportagem de Humeyra Pamuk)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos