Duterte diz que Pequim prometeu guerra se Filipinas extraírem petróleo no Mar do Sul da China

Por Manuel Mogato

MANILA (Reuters) - O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, disse nesta sexta-feira que o mandatário chinês, Xi Jinping, afirmou que haverá uma guerra se Manila tentar cumprir um veredicto de uma corte de arbitragem e extrair petróleo em uma parte disputada do Mar do Sul da China.

Em declarações que podem enfurecer a China, Duterte reagiu aos críticos domésticos que o acusaram de amolecer com Pequim por se recusar a pressionar os chineses a obedecerem uma decisão do ano passado do Tribunal Permanente de Arbitragem de Haia, cujo veredicto foi a favor principalmente das Filipinas.

Duterte disse que o debateu com Xi quando os dois se encontraram em Pequim na segunda-feira, e que recebeu um alerta firme, mas amigável.

"Pretendemos extrair petróleo lá, se for seu, bem, essa é sua opinião, mas a minha opinião é que posso extrair o petróleo, se houver algum dentro das entranhas da terra porque é nosso", afirmou Duterte em um discurso, lembrando sua conversa com Xi.

"A resposta dele a mim (foi) 'somos amigos, não queremos discutir com vocês, queremos manter a presença de um relacionamento caloroso, mas se vocês insistirem no assunto, iremos à guerra'".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos