Comey vai confirmar que Trump o pressionou para desistir de inquérito sobre ex-conselheiro, diz CNN

WASHINGTON (Reuters) - O ex-diretor do FBI James Comey pretende confirmar os relatos de que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, o pressionou para que desistisse de uma investigação a respeito dos laços do ex-conselheiro de Segurança Nacional Michael Flynn com a Rússia em uma audiência no Congresso, disse a rede CNN nesta quarta-feira, citando uma fonte não identificada a par do assunto.        

No dia 19 de maio o Comitê de Inteligência do Senado informou que Comey, que foi demitido por Trump no início do mês, iria prestar depoimento diante do colegiado em algum momento após o feriado de 29 de maio, o chamado Memorial Day. A CNN informou que o testemunho pode acontecer já na próxima semana.

(Por Tim Ahmann)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos