Ex-líder da oposição na África do Sul é suspensa após comentários sobre colonialismo

JOANESBURGO (Reuters) - O principal partido de oposição da África do Sul, a Aliança Democrática (DA), suspendeu a ex-líder Helen Zille por ter dito no início deste ano que o legado do colonialismo não era inteiramente negativo, informou o partido neste sábado.

Na época, os críticos disseram que essas observações poderiam aumentar as tensões raciais que duram há mais de duas décadas após o fim do regime do apartheid. O Congresso Nacional Africano (ANC) descreveu suas palavras - divulgadas no Twitter em março - como imprudentes.

Zille, uma sul-africana branca que atualmente é premier da província do Cabo Ocidental, disse no tweet: "Para aqueles que dizem que o legado do colonialismo foi SOMENTE negativo, pense em nosso sistema judicial independente, nossa infraestrutura de transporte, a água canalizada, etc."

Sua suspensão foi anunciada pelo líder do líder do DA Mmusi Maimane."Nossa comitiva executiva federal resolveu que Zille será suspensa de todas as atividades relacionadas com o partido até que uma audiência disciplinar seja concluída", disse Maimane, o primeiro líder negro do partido.

Zille disse mais tarde em declaração no Twitter que pediu desculpas publicamente por suas observações, mas "não concordou em admitir culpa por má conduta, que eu nunca cometi."

(Por TJ Strydom)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos