Secretário-geral da ONU condena atentado no Irã e pede unidade no combate ao terrorismo

NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, condenou nesta quarta-feira os ataques suicidas e de homens armados contra o Parlamento iraniano e o mausoléu do aiatolá Khomeini em Teerã que mataram pelo menos 12 pessoas.

"O secretário-geral espera que os responsáveis por essa violência injustificável sejam brevemente levados à Justiça. Todos os países têm de trabalhar juntos no combate ao terrorismo, ao mesmo tempo em que mantêm os direitos e valores universais que ligam a comunidade global", disse a porta-voz da ONU Stephane Dujarric a jornalistas.

O Estado Islâmico reivindicou responsabilidade pelos ataques e divulgou um vídeo que supostamente mostram homens armados dentro do prédio do Parlamento. O grupo também ameaçou realizar mais ataques.

(Reportagem de Michelle Nichols)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos