Eleição no Reino Unido coloca em jogo aposta de May de se fortalecer para Brexit

Estelle Shirbon

Em Londres

Britânicos começaram a votar nesta quinta-feira em uma eleição convocada pela primeira-ministra Theresa May com o objetivo de se fortalecer para as negociações do Brexit, mas a autoridade pessoal da premiê estará em risco após uma campanha que viu sua vantagem nas pesquisas derreter na reta final.

s seções eleitorais foram abertas às 7h (3h no horário de Brasília) com um rígido esquema de segurança nacional depois que dois militantes islâmico mataram 30 pessoas em Manchester e em Londres há menos de duas semanas, levando a questão do combate à violência para o topo da agenda eleitoral nos últimos estágios da campanha.

Diversas pesquisas de opinião na quarta-feira deram aos conservadores de May uma vantagem que varia de 1 a 12 pontos percentuais sobre o principal opositor, o Partido Trabalhista, sugerindo que May aumentará sua maioria parlamentar, mas que não terá a vitória avassaladora esperada quando a eleição antecipada foi convocada há sete semanas.

A cotação da libra atingiu seu valor máximo em duas semanas em Londres após as pesquisas mais recentes.

Entretanto, apostas de mercado sobre o quão volátil a moeda pode se tornar nas próximas 24 horas se elevaram ao máximo em um ano, após alguns levantamentos indicarem que a eleição ficou muito apertada para prever um resultado.

A votação termina às 18h (de Brasília), quando uma pesquisa boca de urna será divulgada. Espera-se que os primeiros resultados sobre as cadeiras no Parlamento sejam anunciados até as 20h, com a grande maioria dos 650 distritos eleitorais organizados para anunciar os resultados entre 23h e 2h.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos