Trump chama ex-diretor do FBI de "vazador" após depoimento ao Congresso

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, chamou o ex-diretor do FBI James Comey de "vazador" nesta sexta-feira, um dia depois de Comey acusá-lo, em um depoimento ao Congresso, de tentar frear uma investigação e de mentir.

"Apesar de tantas afirmações falsas e mentiras, vingança total e completa... e UAU, Comey é um vazador!", tuitou Trump em seus primeiros comentários desde a audiência do Comitê de Inteligência do Senado, na quinta-feira.

Trump rompeu o silêncio a respeito do depoimento de Comey com um único tuíte que ecoou os argumentos mencionados por seu advogado particular após a fala de Comey: o presidente em si não está sob investigação, e Comey forneceu um relato da conversa dos dois a um amigo advogado que o compartilhou com um veículo de imprensa.

Trump não chegou ao ponto de dizer que Comey mentiu sob juramento na audiência, que ocorreu um mês depois de Trump demiti-lo em 9 de maio.

Comey pintou um retrato degradante de seu ex-chefe, acusando-o de tentar impedir uma investigação sobre seu ex-assessor de Segurança Nacional Michael Flynn e dizendo que a Casa Branca difamou o FBI e ele mesmo ao tentar explicar sua demissão.

O ex-chefe do FBI afirmou ao comitê do Senado que tomou notas meticulosas de cada encontro e conversa que teve com Trump porque "honestamente estava temeroso de que ele pudesse mentir a respeito da natureza de nosso encontro, e por isso pensei ser realmente importante documentar".

(Por Doina Chiac)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos