Suposto drone da Coreia do Norte espionou sistema antimíssil dos EUA, dizem autoridades sul-coreanas

SEUL (Reuters) - Um drone que acredita-se ser da Coreia do Norte teria tirado fotos de uma avançada bateria antimíssil dos Estados Unidos na Coreia do Sul antes de colidir a caminho de casa, informaram as Forças Armadas da Coreia do Sul nesta terça-feira.

O drone, equipado com uma câmera, foi encontrado na última semana pelos militares sul-coreanos em uma floresta perto da fronteira entre as duas Coreias. O dispositivo era semelhante em tamanho e formato a um drone norte-coreano encontrado em 2014 em uma ilha perto da fronteira.

"Nós confirmamos que ele tirou aproximadamente 10 fotos", do sistema antimíssil, conhecido como Thaad, afirmou uma autoridade do Ministério de Defesa da Coreia do Sul por telefone.

Suspeita-se que o drone seja da Coreia do Norte, acrescentou a autoridade.

A Coreia do Sul está abrigando o sistema de defesa antimíssil norte-americano na região de Seongju, a aproximadamente 250 quilômetros da fronteira com a Coreia do Norte, para combater uma crescente ameaça de míssil por parte do país norte-coreano.

"Nós vamos desenvolver medidas para lidar com os drones da Coreia do Norte", disse uma autoridade sul-coreana, que pediu para não ser identificada porque não é autorizada a falar com a mídia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos