Ataque com carro-bomba reivindicado pelo Al Shabaab mata ao menos 10 na Somália

Por Feisal Omar e Abdirahman Hussein

NAIRÓBI (Reuters) - Ao menos 10 pessoas morreram nesta terça-feira em um ataque com carro-bomba reivindicado por insurgentes islâmicos contra um prédio do governo em Mogadíscio, capital da Somália, informou uma autoridade do governo.

O Al Shabaab frequentemente lança ataques contra Mogadíscio e outras áreas controladas pelo governo federal da Somália. O grupo militante quer expulsar tropas da União Africana, derrubar o governo apoiado pelo Ocidente e impor sua versão rígida do islamismo na região.

"Mais de 10 pessoas morreram, 20 outras ficaram feridas. A explosão destruiu a sede do prédio do distrito de Wadajir. Mais de 10 carros foram destruídos na explosão", disse Abdifatah Omar Halane, um porta-voz do prefeito de Mogadíscio.

O grupo Al Shabaad, ligado à Al Qaeda, disse estar por trás do ataque e que seu alvo eram autoridades do governo.

"É um ataque suicida com carro-bomba no prédio do distrito de Wadajir onde autoridades da Somália e seu pessoal ficam. Há pessoas do governo e membros de suas equipes que morreram no local. Nós te contaremos o número de mortos depois", disse Abdiasis Abu Musab, o porta-voz de operações militares do Al Shabaab.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos