Chanceler da Venezuela ameaça nunca mais voltar à OEA

CANCÚN, México (Reuters) - A ministra venezuelana das Relações Exteriores, Delcy Rodríguez, disse nesta terça-feira que seu governo nunca mais voltará à Organização dos Estados Americanos (OEA), mas deixou a porta aberta para participar de outras reuniões.

A Venezuela prometeu deixar a OEA, mas a chanceler ressaltou que há um período administrativo de dois anos para finalizar a saída, no qual ainda poderia participar.

Falando em uma entrevista coletiva em Cancún, Delcy Rodríguez também disse que o secretário-geral da OEA, Luis Almagro, estava tentando desencadear uma guerra civil na Venezuela.

Governos de todas as Américas criticaram a liderança do governo socialista da Venezuela pela forma como lida com uma crise política e econômica, levando a chanceler a chamar os críticos de "cadáveres do imperialismo".

(Reportagem de Anthony Esposito)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos