Quênia oferece absorventes gratuitos a alunas para incentivar comparecimento escolar

Por Daniel Wesangula

NAIRÓBI (Thomson Reuters Foundation) - O Quênia prometeu dar absorventes gratuitos a todas as meninas que estudam para incentivá-las a irem à escola quando estão menstruadas, em vez de ficarem em casa improvisando com pedaços de pano ou tecidos.

Toda frequentadora de escola do Quênia tem direito a "absorventes gratuitos, suficientes e de qualidade" e a um local seguro para descartá-los, de acordo com uma lei aprovada nesta semana.

"Estamos tratando o acesso a absorventes como um direito humano básico", disse o porta-voz do governo, Eric Kiraithe, à Thomson Reuters Foundation.

"Estamos melhorando o saneamento e os cuidados de saúde de nossas alunas, o que irá melhorar o comparecimento às aulas".

A menstruação ainda é um tabu em muitos países do mundo, nos quais muitas vezes é considerada constrangedora ou vergonhosa.

Uma de cada 10 meninas africanas perde aulas quando está menstruada, segundo estimativa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), o que significa que ficam para trás nos estudos e muitas vezes desistem de estudar.

"Isto dará às meninas a confiança de comparecer às aulas em qualquer dia do mês, consequentemente melhorando seu desempenho acadêmico", disse Albanous Gituru, diretor da Shining Hope for Communities, um escola para meninas na favela de Kibera, em Nairóbi.

As alunas perdem até 15 dias de aula por semestre por não poderem comprar produtos higiênicos, explicou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos