Irã frustra planos de ataques do Estado Islâmico, diz TV estatal

DUBAI (Reuters) - Forças de segurança iranianas prenderam membros de um grupo vinculado ao Estado Islâmico que planejava bombardeios e ataques suicidas em centros religiosos, informou neste sábado a rede estatal de televisão.

Agentes do Ministério da Inteligência "conseguiram prender um grupo vinculado ao Daesh (Estado Islâmico) que pretendia realizar operações terroristas em cidades religiosas, e (apreendeu) explosivos e equipamentos de ataque suicida", disse a estatal sem informar o número de detidos.

As prisões vieram dias após Guardas Revolucionários Iranianos dispararem mísseis do Irã ocidental para o leste da Síria, visando bases do Estado Islâmico, que se responsabilizou pelos ataques que mataram 18 pessoas em Teerã no dia 7 de junho.

Os ataques dos militantes muçulmanos sunitas no parlamento do Irã e perto do mausoléu do fundador da República Islâmica exacerbaram as tensões regionais.

O líder supremo do Irã, Ayatollah Ali Khamenei, disse depois que as incursões aumentariam o ódio na Arábia Saudita, o principal poder sunita da região, e nos EUA.

As autoridades apreenderam três rifles, uma metralhadora equipada com um silenciador, três cintos suicidas, bem como explosivos e equipamentos para a fabricação de bombas, informou neste sábado a rádio estatal Irib.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos