Projeto de lei do Senado dos EUA faria com que 22 milhões perdessem cobertura de saúde

WASHINGTON (Reuters) - Vinte e dois milhões de norte-americanos perderiam suas coberturas de seguros de saúde durante a próxima década por conta de uma proposta de lei divulgada pelos republicanos do Senado dos Estados Unidos na semana passada, informou nesta segunda-feira o não partidário Escritório de Orçamentos do Congresso (CBO, na sigla em inglês).

Em comparação, o CBO havia estimado anteriormente que legislação similar aprovada pela Câmara dos Deputados iria fazer com que 23 milhões de norte-americanos perdessem coberturas até 2026.

Em uma análise do projeto de lei do Senado, o CBO informou que o número total de norte-americanos que ficariam sem cobertura até 2026 sob a proposta do Senado seria de 49 milhões. Isto se compara à estimativa do escritório de 51 milhões sob o projeto da Câmara dos Deputados e 28 milhões sob a lei atual.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos