Kremlin diz que ameaça dos EUA sobre possível ataque químico na Síria é inaceitável

MOSCOU (Reuters) - Os avisos da Casa Branca para que o presidente sírio, Bashar al-Assad, e seu Exército não conduzam um ataque com armas químicas são inaceitáveis, disse o Kremlin nesta terça-feira.

"Eu não estou ciente de nenhuma informação sobre uma ameaça de que armas químicas podem ser usadas", disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, durante uma coletiva de imprensa.

A Casa Branca advertiu o presidente da Síria na segunda-feira que ele e seu Exército "pagarão um preço alto" se conduzirem um ataque com armas químicas, e disse que os Estados Unidos têm motivos para acreditar que tais preparações estão em andamento.

"Certamente, nós consideramos tais ameaças para a liderança legítima da República Árabe da Síria inaceitáveis", disse Peskov.

(Reportagem de Dmitry Solovyov)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos