Síria diz que alegação dos EUA sobre ataque químico busca justificar ações contra o país

BEIRUTE (Reuters) - O governo da Síria disse que o aviso dos Estados Unidos para que Damasco não conduzisse novo ataque com armas químicas não tem fundamento e que faz parte de uma estratégia para justificar uma nova ofensiva contra o país, de acordo com a televisão estatal.

Uma fonte do Ministério de Relações Exteriores disse, segundo a televisão estatal síria, que as alegações de Washington sobre um pretendido ataque eram não somente enganosas, mas também "desprovidas de qualquer verdade e baseadas em nenhum fato".

A Casa Branca advertiu o presidente da síria, Bashar al-Assad, na segunda-feira que ele e seu exército "pagariam um preço alto" se conduzissem um ataque com armas químicas e disse que os Estados Unidos tinham motivos para acreditar que preparações para uma ação do tipo estavam em andamento.

(Reportagem de Suleiman Al-Khalidi)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos