Ataque a tiros deixa diversos feridos em hospital em Nova York; suspeito foi morto

NOVA YORK (Reuters) - Um atirador abriu fogo nesta sexta-feira dentro de um hospital na cidade de Nova York em um surto de violência que deixou diversas pessoas feridas e o suspeito morto, segundo a polícia, ao mesmo tempo em que a mídia local relatava que ao menos três médicos estão entre os feridos.

Poucos detalhes sobre o tiroteio no Hospital Libanês do Bronx estavam imediatamente disponíveis de fontes oficiais.

    O agressor estava armado com o que aparentava ser um rifle de assalto M16, disse à rede de TV local NY1 o deputado estadual Michael Blake, cujo distrito inclui o hospital e foi informado pela polícia estadual.

    O New York Times, citando informações dadas por uma autoridade não identificada do Corpo de Bombeiros da cidade, relatou que três médicos foram baleados. As condições dos médicos eram desconhecidas.

    Ao menos um dos médicos feridos foi tratado por pessoas dentro do hospital que realizaram um torniquete a partir de uma mangueira de incêndio, disse a autoridade, de acordo com o Times.

    Até cinco ou seis pessoas podem ter sido feridas, relatou o Times, citando uma autoridade da lei que falou em condição de anonimato.

    A CBS News relatou que o atirador, que acredita-se ser um ex-funcionário do hospital, estava armado com um rifle e ergueu barricadas ao redor dele dentro do prédio.

    A conta oficial do Departamento de Polícia de Nova York no Twitter postou que “o atirador está morto. Diversos outros estão feridos por conta do ataque a tiros no Hospital Libanês do Bronx”.

(Por Laila Kearney e Melissa Fares)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos