Catar acusa Emirados Árabes de ataque hacker que deflagrou crise no Golfo

DOHA (Reuters) - O Catar disse acreditar que uma reportagem citando autoridades norte-americanas revelou a responsabilidade dos Emirados Árabes Unidos por um suposto ataque cibernético contra sua agência de notícias estatal no fim de maio, que ajudou a iniciar a crise diplomática entre a Doha e os países vizinhos.

"A informação publicada no Washington Post... revelou o envolvimento dos Emirados Árabes Unidos e de autoridades graduadas árabes no ataque hacker da agência de notícias do Catar", disse o escritório de comunicação do governo em comunicado.

A reportagem "inequivocamente prova que esse crime cibernético aconteceu", acrescentou.

O ministro de Relações Exteriores dos Emirados Árabes Unidos, Anwar Gargash, disse mais cedo nesta segunda-feira que a matéria do jornal Washington Post é falsa e negou o envolvimento de seu país no ataque cibernético.

(Reportagem de Omar Fahmy, Tom Finn e Noah Browning)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos