Trump diz que Irã ainda é séria ameaça apesar de cumprir acordo nuclear

Por Steve Holland

WASHINGTON (Reuters) - O governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou na segunda-feira que o Irã está cumprindo o acordo nuclear firmado com potências mundiais, mas alertou que Teerã não está em dia com o espírito do tratado e que Washington buscará maneiras de fortalecê-lo.

Essa foi a segunda vez que Trump confirmou que o Irã está cumprindo o acordo desde que tomou posse em janeiro, apesar de ter criticado o pacto durante a campanha presidencial de 2016 como "o pior acordo de todos os tempos".

Autoridades do governo Trump, falando com repórteres na segunda-feira, disseram que novas sanções econômicas contra o Irã estão sendo preparadas devido ao programa de mísseis balísticos e pela contribuição do país com tensões regionais.

De acordo com a lei dos EUA, o Departamento de Estado precisa notificar o Congresso a cada 90 dias sobre a conformidade do Irã com o chamado Plano de Ação Compreensiva Conjunta. Trump enfrentou na segunda-feira um prazo definido pelo Congresso para decidir.

Uma autoridade graduada do governo norte-americano disse que o Irã foi considerado em obediência com o acordo nuclear de 2015, mas que Trump e o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, acreditam que o Irã "continua uma das ameaças mais sérias aos interesses dos EUA e a estabilidade regional".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos