Papa pede diálogo e moderação após violência em Jerusalém

CIDADE DO VATICANO (Reuters) - O papa Francisco disse no domingo que se alarmou com a recente violência em Jerusalém e pediu diálogo e moderação para ajudar a restaurar a paz.

"Estou seguindo com ansiedade a grave tensão e violência dos últimos dias em Jerusalém. Sinto a necessidade de expressar um apelo sincero para a moderação e o diálogo", disse o papa aos peregrinos reunidos sob o sol ardente na Praça de São Pedro.

Ele pediu orações com a esperança de que todos os lados apresentassem propostas de "reconciliação e paz".

Três israelenses foram esfaqueados até a morte em um assentamento judeu na Cisjordânia ocupada pelos israelenses na sexta-feira, horas depois que três palestinos foram mortos em violência provocada pela instalação de detectores de metais de Israel em pontos de entrada para o Monte do Templo, na cidade antiga.

(Crispian Balmer)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos