Farc lançarão partido político na Colômbia em 1º de setembro

BOGOTÁ (Reuters) - O grupo rebelde marxista colombiano Farc irá lançar oficialmente seu novo partido político em 1º de setembro, como parte de um acordo de paz com o governo segundo o qual os antigos combatentes da guerrilha irão ocupar vagas no Congresso.

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) travaram uma luta contra o governo por mais de 50 anos, mas entregaram suas armas como parte do acordo negociado durante mais de quatro anos de conversas em Cuba.

"A partir de 1º de setembro estaremos lançando publicamente nosso novo movimento político", disse Carlos Antonio Lozada, membro do secretariado das Farc. O lançamento será celebrado em um evento em frente ao Congresso, na Praça Bolívar, em Bogotá.

O acordo permite às Farc enviar 10 membros não eleitos ao Congresso até 2026 e concede anistia à maioria dos ex-combatentes. Rebeldes condenados por tribunais especiais por violações de direitos humanos irão escapar de condenações tradicionais à prisão, e, em vez disso, realizarão trabalhos reparadores como remover minas terrestres.

O grupo ainda não anunciou quais de seus membros irão ocupar as vagas no Congresso nem o nome do partido, mas irá realizar encontros antes do lançamento para ajustar suas propostas políticas, segundo Lozada.

"Nos próximos dias iremos nos focar não apenas nos nomes, mas, acima de tudo e fundamentalmente, nas propostas", afirmou.

(Reportagem de Julia Symmes Cobb)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos