Cientistas desenvolvem máquina para extrair veneno de escorpião para pesquisa

CASABLANCA, Marrocos (Reuters) - Extrair veneno de escorpiões pode ser uma tarefa perigosa, mas gratificante.

A secreção venenosa, embora fatal para humanos, contém centenas de componentes que tem uso em potencial no setor de saúde quando é separada em nível molecular.

Empenhado em remover o veneno com segurança, tanto para o escorpião quanto para o operador, um grupo de cientistas desenvolveu uma 'máquina de ordenha' de controle remoto, que se prende à cauda do aracnídeo e usa um impulso elétrico para estimular as glândulas de veneno a liberarem a secreção.

"O que a torna especial é que é segura e rápida", explicou Mouad Mkamel, pesquisador da Universidade Ben M'sik Hassan 2o em Casablanca, que desenvolveu a máquina com um grupo de cientistas universitários.

"Se éramos capazes de extrair o veneno de dez escorpiões diariamente no passado, hoje podemos fazê-lo com até 150 em um dia".

De acordo com os pesquisadores, o negócio da extração de veneno de escorpião pode ser lucrativo – um grama de veneno pode ser vendido por cerca de 8 mil dólares.

Agora a equipe está esperando a aprovação de sua patente para começar a produzir a máquina em larga escala.

(Por Mark Hanrahan em Londres)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos