Troca de prisioneiros entre Hezbollah e Frente Nusra deve proporcionar transferência de refugiados

BEIRUTE (Reuters) - Três combatentes do grupo libanês Hezbollah capturados recentemente foram libertados por militantes da Frente Nusra síria nesta quarta-feira em troca de três indivíduos mantidos pelo Líbano, disse o major general Abbas Ibrahim, chefe da Segurança Geral do Líbano, à Reuters.

A troca concluída significa que uma transferência adiada de cerca de 10 mil militantes sírios, seus familiares e outros refugiados do Líbano de ônibus para território mantido por rebeldes na Síria agora é esperada para começar na manhã de quarta-feira, disse Ibrahim.

A transferência foi concordada sob um acordo de cessar-fogo entre o Hezbollah e a Frente Nusra na semana passada, mas adiada por dois dias enquanto negociações sobre os prisioneiros aconteciam.

Ibrahim disse que 120 militantes carregando armas pessoais estariam entre os milhares de sírios prontos para seguirem na quarta-feira para a província de Idlib, tomada por rebeldes na Síria.

Outros cinco combatentes presos do Hezbollah serão libertados assim que o primeiro comboio chegar ao seu destino na Síria, segundo Ibrahim.

(Por Laila Bassam e Lisa Barrington)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos