Trump pressionou presidente do México a pagar por muro de fronteira

Por Ayesha Rascoe

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pressionou seu colega mexicano para que pare de expressar em público sua oposição ao plano de fazer o México pagar por um muro de fronteira, de acordo com transcrições de telefonemas publicados nesta quinta-feira que deram um vislumbre das tentativas de Trump de influenciar líderes estrangeiros em seus primeiros dias no cargo.

O jornal Washington Post publicou textos dos telefonemas ao líder mexicano, Enrique Peña Nieto, e ao primeiro-ministro da Austrália, Malcolm Turnbull, poucos dias depois de o republicando tomar posse, em 20 de janeiro.

Trump discutiu com Turnbull a respeito de refugiados durante uma ligação tensa ocorrida oito dias mais tarde, e que o líder norte-americano disse a seu homólogo ter sido "desagradável".

Em um telefonema de 27 de janeiro, Trump disse a Peña Nieto que "se vocês dirão que o México não pagará pelo muro, então não quero mais me encontrar com vocês porque não consigo aceitar isso", de acordo com a transcrição.

"Vocês não podem dizer isso à imprensa", repetiu Trump várias vezes.pena

O muro proposto, cujo objetivo é conter a imigração ilegal rumo aos EUA, é um ponto de discórdia entre o México e Washington.

Antes da ligação, Peña Nieto havia descartado um plano para conversar com Trump nos EUA devido às tensões relativas ao muro e ao comércio, e em várias ocasiões se recusou a pagar pela obra. Os dois líderes se encontraram desde então e conversaram na cúpula do G20 na Alemanha no mês passado.

A Casa Branca disse que o governo norte-americano irá financiar o muro inicialmente para colocar o projeto em andamento, mas que futuramente o México irá reembolsá-lo pela construção.

No telefonema, Trump disse que os dois líderes estavam "em um apertozinho político" devido à sua promessa de campanha de construir o muro e fazer o vizinho pagar a conta.

"Preciso fazer o México pagar pelo muro – preciso. Falei disso durante um período de dois anos", disse Trump.

Ele sugeriu que ambos evitassem o assunto do pagamento da obra quando indagados.

"Eles dirão 'quem pagará pelo muro, senhor presidente?' a nós dois, e ambos deveríamos dizer 'Iremos resolver isso'", disse Trump. "Dará certo de alguma maneira na fórmula. Ao contrário de você dizer 'Nós não pagaremos' e eu dizer 'Nós não pagaremos'".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos